Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Let It Be...

Tempo de mudanças, recomeços e de escrever novas histórias... Tempo de quebrar correntes, laços e construir novos caminhos... Tempo de ser livre para fazer as próprias escolhas... Tempo de ser...e deixar ser...

Let It Be...

Tempo de mudanças, recomeços e de escrever novas histórias... Tempo de quebrar correntes, laços e construir novos caminhos... Tempo de ser livre para fazer as próprias escolhas... Tempo de ser...e deixar ser...

Desistir ou ir à luta?

fechadura.jpg

 

 

O que nos move a tomar determinadas atitudes? A experiência de cada um, as vivências, as ideologias e tradições, a educação, ou esses factores todos juntos?

Últimamente tenho lido bastante sobre novas vidas, novos caminhos, opiniões de pessoas que, tal como eu, estão a passar a fase do desprendimento de uma relação, estão a tentar esquecer o amor.

Sim, porque isto de bater a porta é muito mais fácil do julgamos!

Passo a explicar: é um conjunto de simples acções tais como, levantar, abrir a porta, sair e bater com ela.

O pior é depois da porta fechada!

As emoções esquecem-se de nos acompanhar e ficam algures fechadas do outro lado.

E lá ficamos nós meio perdidos pois até fomos capazes. Aliás fomos muito corajosos e valentes tal como se quer; pessoas fortes, decididas e senhores do seu próprio destino.

O problema é que as emoções, essas, não nos acompanham, não querem, não estão para isso, não sei, o que sei é que têm vida própria e decidem por si querer ou não ficar.

É a eterna dicotomia razão vs coração!

É dificil fazê-los andar juntos. Por vezes tenho a sensação que quando isso acontece é porque um dos dois está cego.

Estou a ficar completamente cínica em relação ao amor ou à falta dele; estou a ficar cínica comigo própria, pois não há um pingo de coerência na minha vida neste momento. A coerência saltou do meu dicionário e pirou-se!

Neste contexto, e com a razão de um lado e o coração do outro, presos por uma corda invisível, põe-se uma questão: desistir ou ir à luta?

Desistir de uma vez por todas, cortar as amarras e começar uma nova jornada (com rumo predeterminado ou mesmo à deriva), ou simplesmente agarrar a corda e retomar o caminho de volta?

O problema é apenas um: o medo...

Medo do que se irá encontrar do outro lado.

Sim, porque no caminho de volta podemos encontrar a porta fechada ou simplesmente uma nova fechadura...

Xana <3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os textos aqui publicados são da minha autoria, originais. Sempre que o não sejam faço menção ao autor.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930